fbpx
pessoas que te inspiram

Quem são as pessoas que te inspiram?

Você já tem seus exemplos de referência definidos para cada área da sua vida? Já parou pra pensar que os modelos de referência são fontes de inspiração para alcançar resultados extraordinários?

De maneira especial quero falar hoje de um grande líder que cumpriu sua missão com maestria, fazendo diferença na vida de muitas pessoas e que, ao partir deste mundo, deixou um lindo legado. Refiro-me a Rolihlahla Madiba Mandela, nosso querido Nelson Mandela como era conhecido.

Entre tantos exemplos que ele deixou, compartilho alguns:

Mandela se arriscava pelas causas em que acreditava:

Se você acredita em uma causa e sabe que vale a pena arriscar-se por ela, então arrisque-se. Não tenha medo de tentar, pois a frustração e o arrependimento de não tê-lo feito poderão te incomodar muito mais no futuro.

Quais são as causas pelas quais você se arriscaria?
Elas estão alinhadas com os seus valores?
Você tem esses valores definidos? Se não, defina-os já! É importante analisar se os seus valores estão alinhados a tudo o que for empreender.

Mandela gostava de quebrar paradigmas:

Você já ouviu, sobretudo dentro das organizações, alguém dizer que se as coisas nunca mudaram até agora, não mudarão mais? Que não vale a pena trocar o certo pelo duvidoso? Que pau que nasce torto morre torto?

Como seria o mundo se todas as pessoas pensassem assim?
Se existe uma forma de fazer as coisas de um jeito melhor, então porque não tentar?
Quantas vezes você já ouviu pessoas dizerem que só serão felizes quando conquistarem ou realizarem algo? As crenças limitantes impedem o ser humano de quebrar paradigmas e evoluir.
Você sabe quais são os paradigmas que te impedem de evoluir? Identifique-os e se proponha descobrir uma forma para mudar.

Mandela entendia o real significado de ser o melhor.

Mandela tinha claramente definido que ser o melhor significava influenciar positivamente as pessoas com humildade, através do bom exemplo. Ser o melhor para ele, era tratar o próximo de igual pra igual.

Você conhece alguém que na busca desenfreada por um cargo ou posição se preocupa em ser melhor do que o outro, ao invés de se preocupar em ser melhor para o outro?
Acredita que para ganhar é preciso que os outros percam?
O que, de fato, significa ser melhor, em sua opinião?

Mandela crescia com cada adversidade que tinha que enfrentar e assumia a responsabilidade dos seus próprios atos.

Não importava quais fossem as consequências, se Mandela fazia algo que não era bom, ele assumia a responsabilidade.
Se Mandela precisou pagar o preço por algum comportamento que tenha sido considerando inadequado pelas autoridades, ele enfrentou de cabeça erguida e aproveitou cada instante de um período imenso de reclusão para aprender e se fortalecer.

Para que servem as adversidades na sua vida? Em que situações você responsabilizou alguém por algo que tenha dado errado?

Se você espera realmente evoluir na vida, então assuma a responsabilidade de tudo o que lhe acontece. Essa dica é muito poderosa, experimente e comprove por si mesmo.

Mandela enxergava e ouvia as pessoas.

Com certeza ele se preocupava com elas, se interessava pelo que estavam sentindo e de um jeito incrível ele tocava o coração das pessoas com sutileza e de forma  transformadora.

De que forma você tem tocado o coração das pessoas? Você se interessa pelo que os outros estão dizendo ou fica pensando no que irá falar em seguida?

Que tal começar a se autoavaliar a partir de agora?

Eu poderia escrever um livro falando das atitudes incríveis do grande líder Africano que tanto me inspiram, sobretudo em relação ao meu trabalho como Coach, pois Mandela me ensinou a enxergar nas pessoas algo muito valioso que só é possível captar através do coração, da mente aberta e da sensibilidade da alma, que são os sentimentos e os sonhos.

Todos os grandes nomes que contribuíram para a humanidade tiveram sonhos, aliás, muitos viveram e morreram por eles porque sabiam que era onde estava o verdadeiro sentido da vida. Com Mandela não foi diferente, certa vez ele disse:

“Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes. 
Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida.
É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos amedronta.
Nos perguntamos: “Quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentoso e incrível?”
Na verdade, quem é você para não ser tudo isso?
Bancar o pequeno não ajuda o mundo.
Não há nada de brilhante em encolher-se para que as outras pessoas não se sintam inseguras em torno de você.
E à medida que deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo.
(palavras de uma poetisa africana ditas por Nelson Mandela)”.

Se inspire nas pessoas que fazem ou que fizeram diferença em sua vida e faça  você também, diferença para o mundo. Queira deixar um lindo legado, assim como fez Nelson Mandela. Compartilhe nas redes sociais

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *